quinta-feira, 13 de novembro de 2014

E para você, o que é Felicidade?

Se você perguntar em um grupo de 100 pessoas o que é felicidade, vai obter 100 respostas diferentes. Essa é a única certeza que temos sobre felicidade.



Cantada em verso e prosa, a felicidade, mais do que qualquer outro sentimento, é um conceito totalmente subjetivo e pessoal. Possui conotações totalmente diferentes para cada pessoa a depender da sua maneira de encarar o mundo e as pessoas, da sua história de vida e outros fatores sociais, psicológicos, antropológicos e econômicos. Por exemplo, o simples fato de ter comida para alimentar a família todos os dias pode se traduzir em estado de felicidade plena para algumas pessoas, enquanto que para outras, isso é somente um fato cotidiano. Está dando para perceber?

Experimente colocar no google imagens a palavra felicidade. A maioria das imagens são de mulheres na praia, com os braços para cima, saltitando ou sentadas meditando de roupas brancas. Eu conheço algumas mulheres que não gostam de praia, que se incomodam com a areia e que se estressam mais quando param para meditar... Para algumas, situações que convencionamos como estressantes, como uma rotina dura de trabalho, é que trazem felicidade. E quem somos nós para julgar ou interferir naquilo que as fazem felizes?


Outras acham que para ser feliz, a condição de ser mãe é imprescindível. Para outras, isso não é tão importante assim. Umas perseguem a felicidade através da realização na carreira e outras atrás de um casamento dos sonhos, com direito a príncipe encantado e tudo! Algumas vão até a Índia buscar no autoconhecimento a felicidade, outras vão para Nova York... Tudo é válido!

Existem até mesmo pessoas que procuram a plenitude, achando que só poderão ter felicidade se alcançarem sucesso em tudo! E como isso é praticamente impossível, acabam deprimidas e com a sensação de vazio, de sempre estar faltando alguma coisa.

Uma coisa é certa: se você tiver a consciência de que a sua felicidade não pode ser entregue nas mãos de outra pessoa, é meio caminho andado. "Só serei feliz quando fulano me amar!", "Fulano me faz tão infeliz...". Essas frases por si só já carregam uma grande tristeza. Não acham que é muita responsabilidade para delegar a alguém? Condicionar a sua felicidade a outra pessoa? Esse estado de plenitude só depende de você! Nessa questão, discordo do poeta que afirma: "...é impossível ser feliz sozinho..."



Já ouviu o ditado "Quem não sabe rezar, xinga a Deus?". Pois é, sempre tome cuidado com o que você considera ideal para ser feliz! Pois, as vezes você está procurando uma coisa tão pertinho de você.... Algo que até já existe, mas você não se deu conta disso! Acordaaaaaa!

Eu sou meio mutante nos meus conceitos de felicidade! As vezes, acho que não preciso de muito para ser feliz, outras vezes acho que falta tanta coisa... Mas, também sei que isso só depende de mim! Sinto a tal da felicidade em pequenos momentos: Quando assisto um bom filme no cinema sozinha (amo ir ao cinema sozinha!!!) com pipoca e coca zero, quando consigo um tempinho para "fazer nada" e ficar de bobeira lendo uma revista ou um livro, quando tomo um café com uma amiga, quando brinco com meu pequeno, quando ouço uma música que me lembra algo bom, o carnaval... Enfim... aposto que você concordou com algumas coisas e discordou totalmente de outras! Rsss.... Já tentou fazer a sua lista?

Acho que poderia ficar aqui escrevendo páginas e páginas sobre esse tema! Rsss.... Mas, preciso deixar você pensando durante outros 5 minutos sobre o que te faz feliz! O que te deixa com aquela sensação boa de paz, de bem estar? É isso que você deve buscar!


Seja feliz a seu modo.

Beijos,


Isabella Brito

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário!