terça-feira, 11 de novembro de 2014

Decoração: paixão pelos azulejos

Começando a pesquisar para esse post, comecei a me questionar de onde vem e como começou essa paixão por azulejos. lembre da casa de um tio lá quando eu tinhas uns 9 ou 10 anos. O banheiro era todinho de azulejos: do teto ao chão. Era dos clássicos: branco e azul e cheio de arabescos. Lembro de perder tempo seguindo com os olhos os desenhos e brincando de ver onde era "o final" daquelas linhas curvas. Lembro também da família doida para ter um dinheiro sobrando para reformar o banheiro e deixar ele "mais moderno". Daí que cheguei um dia na casa de meu tio e o tal banheiro era o centro das atenções! Tinha sido reformado! O bidê foi retirado, a descarga passou a ser embutida (Que luxo!), a cortina de flores foi substituída por um boxe e os azulejos agora eram na cor gelo e somente até o meio da parede, como ditava a decoração da época. Achei tããão sem graça! Ficou tão frio! Ainda consegui resgatar um pedaço do azulejo antigo jogado junto com os restos da obra num monte no quintal. Foi parar diretamente na minha caixa de tesouros, junto com caixinhas de chiclete, conchas, o casco de um caracol e tantas outras quinquilharias que eu colecionava. Agora, eu só tinha azulejos para admirar na Igreja. Me distraia totalmente da missa esticando os olhos para o salão paroquial brincando com os tais arabescos que se uniam sempre na figura celestial de um anjo barroco que parecia ralhar comigo para eu olhar para a frente e me concentrar no sermão do padre. Eita imaginação fértil!

Eis que passados alguns anos, os azulejos são novamente o centro das atenções: na moda, decoração e até mesmo nos esmaltes e artigos de beleza. O que antes era considerado "cafona", hoje é vintage e os azulejos ganharam destaque não somente no banheiro, mas em praticamente todos os cômodos!


Uma boa alternativa é o uso de adesivos. Práticos e de baixo custo, eles reproduzem os azulejos, sendo mais fácil para trocar sempre que der na telha!

Pois é, para decorar a sua casa, escritório, etc, nem sempre precisa de um alto investimento. A vontade e a criatividade fazem a diferença. Adoro adaptar as ideias das revistas de decoração à minha realidade financeira... Rsss... O importante é criar um ambiente que nos dê prazer, que seja aconchegante e que traduza o nosso estilo.

Beijos,

Isabella Brito

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário!